7 dúvidas sobre a fisioterapia animal


A Fisioterapia Veterinária tem sido fundamental na melhora da qualidade de vida de cães e exatamente por isso, apresentamos 7 questões fundamentais sobre o tema, que é tão pouco conhecido.
 
1) Como pode ser definida a fisioterapia para cães?
 
A Fisioterapia para cães é uma especialidade da medicina veterinária, visando o bem-estar animal através do controle da dor, fazendo uso de agentes físicos como o laser, a recuperação pós-cirúrgica e a reabilitação completa de algumas doenças, podendo evitar o ato cirúrgico, sendo que, quanto mais precoce se inicia o tratamento, mais rápidos são os resultados.
 
2) Quais são as indicações e benefícios da fisioterapia veterinária?
 
O principal benefício é o controle da dor, seja ela aguda, como no caso de trauma ou de hérnias de disco, quanto no tratamento da dor crônica, como em casos de artrose, bico de papagaio ou displasia. A fisioterapia acelera o tempo de recuperação de cirurgias ortopédicas, tanto em fraturas quanto em cirurgias articulares. Em muitos casos pode até evitar cirurgias, principalmente nas displasias e luxação de patela. Ela também é amplamente utilizada em lesões da coluna, sendo que a maioria dos cães paraplégicos, e até mesmo tetraplégicos, quando tratados com a fisioterapia, voltam a andar normalmente. 
 
3) Quais são os equipamentos utilizados na fisioterapia veterinária?
 
São utilizados todos os aparelhos utilizados na fisioterapia humana, como o ultrassom, eletroterapia, laser e magentoterapia e, principalmente, a hidroterapia, com o uso de piscina terapêutica e esteiras aquáticas, que são fundamentais na completa reabilitação de cães e gatos. Importante citar que a água sempre deve ser aquecida, para não prejudicar o animal.
 
4) Qual a influência da fisioterapia para a qualidade de vida de cães idosos?
 
A maioria dos cães idosos apresenta artrose e diminuição da atividade física, podendo muitas vezes levar à obesidade. A fisioterapia veterinária é um excelente tratamento para artrose, tanto com o uso de laser direto na articulação, quanto o uso da esteira aquática. Esse exercício na hidro-esteira eleva o bem-estar animal, aumentando sua capacidade de realizar exercícios e atividade física, além de prevenir e/ou tratar a obesidade canina.
 
5) Cães submetidos a cirurgias necessitam de fisioterapia?
 
Na medicina humana, todas as pessoas submetidas a cirurgias ortopédicas ou de coluna realizam (ou deveriam realizar) obrigatoriamente a fisioterapia, isso porque está mais do que provado que a fisioterapia diminui o tempo da recuperação, bem como o risco de complicações pós-cirúrgicas. Isso também dever ser aplicado na medicina veterinária, e todos os cães operados de fraturas, hérnias de disco ou lesões nas articulações como displasia, ruptura de ligamento e luxação de patela, devem sempre realizar a fisioterapia no pós-operatório, principalmente para o controle da dor e a volta da função normal o mais rápido possível.
 
6) Existem outros tipos de serviços de reabilitação e treinamento animal?
 
Sim, exitem 3 tipos de serviços: Fisioterapia, Fitness para cães obesos e condicionamento físico de cães atletas. A fisioterapia veterinária, como citada anteriormente, está associada à reabilitação de lesões. O fitness para cães obesos tem como base o exercício físico dentro da piscina, com ou sem esteira aquática, visando o controle da obesidade. E, para cães atletas, como Pit Bulls e Labradores, é realizado um treinamento visando o ganho de massa muscular, além de exercícios que visam o gasto de energia extra dos animais mais agitados.
 
7) Filhotes de cães também podem ou devem ser tratados com fisioterapia?
 
Com certeza! Principalmente animais que apresentem alterações genéticas como displasias e luxação de patela. Nesses casos, a fisioterapia veterinária é de suma importância na prevenção da progressão da doença, muitas vezes evitando uma futura cirurgia.
 
Lembrando que a fisioterapia veterinária é uma especialização da medicina veterinária, não podendo ser praticada por fisioterapeutas.
 
Fonte: Jornal Animal (impresso de out/nov/dez 2011, disponível em pet shops)